[FP] Sophie Devereuax - Professora de Transfiguração

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] Sophie Devereuax - Professora de Transfiguração

Mensagem por Sophie Devereaux em Qui Jan 05, 2017 6:10 am


SOPHIE DEVEREAUX

"É preciso ser duro, mas sem jamais perder a ternura..."

Nome Completo: Sophie Devereaux
Apelido: Sofi (apenas sua irmã)
Data de nascimento/Idade: 24 anos
Cargo: Diretora da Grifinória/Professora de Transfiguração
Nacionalidade: Inglesa/Francesa
Família: Devereaux
Casa a qual pertenceu: Grifinória
PhotoPlayer:Scarlett Johansson




Descrição Psicológica



Qualidades:Possui um forte senso moral, é obstinada, confiante, responsável, sincera, inteligente, bem humorada em momentos difíceis, talentosa, nobre, justa, corajosa...
Defeitos:Teimosia - apesar dela ver como perseverança- e possui um temperamento forte, pode se tornar ranzinza quando está com fome, desconfiada, orgulhosa...
Medos:Permitir que o medo a impeça de agir novamente, falhar, sangue e ficar grávida.
Vê testrálios? : Sim. Quando tinha treze anos presenciou a morte de sua mãe durante o parto de sua irmã mais nova. A principio hesitou mas como eles não a atacaram ela procurou saber mais nos livros.
Cheiro na poção do amor :Pergaminho velho, grama molhada, cheiro da chuva e um odor masculino que ela não sabe identificar.
Escreva brevemente a personalidade de seu personagem :
A característica mais marcante de Sophie é sua autoconfiança, acredita piamente em seu potencial e raramente duvida de si mesma (nas raras ocasiões é com relação a criação de sua irmã mais nova).  Ela é o tipo de mulher que não se deve tratar levianamente,  está sempre pronta para lutar pelo que acredita e pelos que ama. Tem orgulho de tudo que conquistou, pois começou de baixo, mas não deixa isso subir a sua cabeça "quanto mais alto se voa de vassoura, mais perigoso se torna a queda quando atingida pelo balaço do batedor". Com relação ao trabalho, busca ser o mais profissional possível, ética e responsável. Ás vezes pode ser muito dura, mas no geral busca ser sempre justa -independente de quem seja-  pois odeia injustiças.




Antecedentes Históricos



A vida ensinou muitas lições a Sophie, mas três delas a jovem considera essências para definir sua vida, definir quem ela é. Todas ela aprendeu quando tinha treze/doze anos.  Primeiro - coisas ruins acontecem a pessoas boas; segundo - você deve acreditar em si mesmo por que ninguém além de você vai; e por ultimo é - o não você já tem, só lhe falta buscar o sim.

(...)

Sophie Devereaux nasceu um dia chuvoso de agosto, sua mãe a teve sozinha e foi uma sorte que ambas sobreviveram. Louise -uma bruxa francesa que veio tentar a sorte em Londres- nunca teve muito juízo. Desde que Sophie pode se lembrar, sua mãe sempre estava apaixonada por um bruxo diferente a cada dois meses. De fato, ela era muito bonita -beleza que as filhas herdaram- mas era tola, frívola e eventualmente cruel. A jovem nunca conheceu seu pai, na verdade nunca teve interesse pois via os homens que sua mãe andava, nenhum deles lhe inspirava bons pensamentos.

A vida era difícil, nunca ficavam muito tempo no mesmo lugar, tanto por causa da falta de recursos quanto pelo libido da mãe. Brigas eram constantes: esposas ciumentas, bruxos violentos e bebidas. Moravam em verdadeiros lixões, as vezes mendigavam comida e mais de uma vez a jovem foi dormir de barriga vazia.

É claro que poderiam ter recorrido a magia, mas sua mãe era uma bruxa incompetente, mal sabia fazer objetos levitarem. Contara a Sophie, que fora expulsa de Beauxbatons aos doze anos e nunca lhe revelará o porque. O comportamento de sua mãe entristecia a jovem, e com o tempo a tristeza se transformou em raiva, jurou que jamais seria como ela.

Aos nove anos Sophia já sabia se virar. Vendia jornais e passou a fornecer o unico alimento que as duas tinham. A vida foi difícil, seu consolo era que ao completar 11 anos uma escola de magia e bruxaria iria lhe enviar uma carta, e de fato isso ocorrera. Pensara que seria a escola francesa, mas foi Hogwarts. "Provavelmente por que seu pai era de lá..."

Com roupas e matérias de segunda mão (ficou feliz por Hogwarts disponibilizar dinheiro para os menos afortunados) ela faz sua entrada no Salão Comunal. Nunca vai esquecer esse dia, na verdade essa ainda é uma das memórias mais felizes de sua vida. Quase que imediatamente fora selecionada para Grifinória e essa passou a ser mais que apenas sua casa, virou sua família e lar.

Seus progressos em Hogwarts foram notáveis. Sophie sempre despertou simpatia por sua beleza e seriedade, mas aos poucos passou a demonstrar seus talentos no campo da magia. A jovem 'desabrochou' e abriu seus olhos para as infinitas possibilidades a sua frente, sonhos passaram a se tornar possíveis e encantada percebeu que tudo dependia dela. De seu próprio esforço.

Sua vida com a mãe não havia melhorado, porém com Hogwarts tudo se tornará mais fácil e tolerável. Todavia a vida nunca foi facil para Sophie e aos treze anos ela se lembrou disso. Sua mãe engravidara novamente.

Poucos dias depois de começar suas ferias de Hogwarts sua mãe entra em trabalho de parto. Horrorizada ela vê a mãe se esvair em sangue, empalidecer e morrer em seus braços. Sophie não conseguiu se mover, tudo aconteceu muito rápido e antes que pudesse agir se viu órfã. Ela não sabe quanto tempo ficou olhando para sua mãe na cama, apenas se moveu ao ouvir um choro de bebe a qual  mais tarde nomeou Yasminnie.

Depois disso ambas passaram a viver em orfanato.

Em Hogwarts Sophie se dedicava ainda mais aos estudos, determinada a construir um futuro melhor para ela e a irmã (que passara a ver como uma filha). Suas notas antes boas passaram a ser exemplares. Sua seriedade a fez monitora no quinto ano e no sétimo Monitora-Chefe. Em seu ultimo ano virou Animaga, assumindo a forma de uma fênix, claro que foi devidamente registrada pelo Ministério (todo o processo foi acompanhado de perto por sua professora predileta e que lecionava Transfiguração).

Depois de formada -e com aguarda se sua irmã (só possível depois de um feitiço de confusão) - ela passou a trabalhar como Assistente Junior do Chefe do Departamento de. Depois de um ano trabalhando no ministério sua antiga professora a indica para assumir seu lugar (ela iria se aposentar), sem nem pensar Sophie aceita o cargo de Docente e passa a lecionar Transfiguração (sua matéria preferida durante seus tempo em Hogwarts).

Devido a seu histórico impecável lhe é oferecido a honra de ser a Diretora de sua antiga (e muita amada) casa, seu primeiro lar e onde passou os melhores anos de sua vida.





Outros Dados

Com passos rápidos e confiantes Sophie caminha em direção a sua sala, acordara de ótimo humor e não poderia estar mais satisfeita por sua primeira aula ser com os primeiranistas. Se programara para chegar exatamente no horário estipulado, e ao se aproximar da sala entreouviu o burburinho de excitação de seus alunos. Ela sorri, um sentimento nostálgico surge em seu peito, faz tanto tempo assim que fora uma jovenzinha inexperiente e curiosa?

Seu sorriso se vai ao entrar na sala, sem olhara nenhum aluno ela caminha até a sua mesa e ergue a varinha. O burburinho para imediatamente. Ao mesmo tempo que andava, Sophie agita a varinha e aponta para o quadro negro. O giz branco levita, como se uma mão invisível se apoderasse dele, palavras começam a surgir no quadro-negro.

TRANSFIGURAÇÃO PARA INICIANTES
SOPHIE DEVEREAUX

Só então ela se volta para a turma. Seu olhar passa por todos, se antes se intimidaram por sua entrada, ao fita-la perceberam que não era uma professora para se brincar. - Sejam Bem- Vindos a Hogwarts. - seu tom de voz não era duro, mas tão pouco acolhedor. - Me nome é Sophie Devereaux. Sou Diretora da Grifinória e lecionarei Transfiguração para vocês... Vou logo avisando que essa matéria muito complexa e perigosa. Uma das mais difíceis ensinadas em Hogwarts. - Ela faz uma pequena pausa e depois prossegue. - E, com esse pensamento em mente, quero deixar claro que não admitirei nenhuma gracinha em minhas aulas. - Seu tom de voz fica um pouco mais leve -  E não digo isso apenas por prejudicar o bom andamento de minha aula, mas para a segurança de vocês, com o tempo vocês entenderão o quão ardo á a arte da Transfiguração.

Devereaux aguarda um momento antes de prossegue, deixa suas palavras ganharem peso e serem assimilada pelas cabecinhas. - Porém todo o conhecimento rende frutos, e pela minha experiência, quanto mais difícil a jornada maior é o prêmio. - Com um sorriso ela dá um passo a frente, contudo no meio do caminho se transforma, em seu lugar surge uma linda fênix.

Deliciada, Sophie escuta exclamações de susto e admiração. Sua plumagem dourada e vermelha brilha a luz do sol, ela voa pela sala de aula, seu canto musical deixa seus alunos arrepiados. Após efetuar uma volta completa na sala, retorna ao local de origem e a sua forma habitual. Seu sorriso ainda não se fora totalmente. Os aplausos começam tímidos, mas em pouco tempo todos a aplaudiam.

- Certo, certo... Obrigada.- Diz ela em tom bem-humorado mas de modo a finalizar as congratulações.- Bom, sugiro que peguem seus pergaminhos e penas. A partir de agora começarei a aula de fato. - E sem mais delongas começa a discursar sobre sua matéria. -  O princípio básico da Transfiguração é transformar um objeto ou parte dele em outra coisa. Há também Transfiguração de animais e de seres humanos, esta última bastante difícil de ser realizada.

Satisfeita ela ouve o barulho de penas arranhando o pergaminho. Em tom deliberadamente lento ela prossegue. - Pode-se mudar objetos inanimados em outros animados e vice-versa. A Transfiguração também pode alterar apenas partes do corpo, tais como: transformar as orelhas de uma pessoa em orelhas de coelho, trocar o nariz por um focinho de porco ou a boca por um bico, e coisas parecidas.

Mais uma pausa para que os mais atrasados possam alcança-la. -  É graças à Transfiguração, em seu estado avançado, que os bruxos podem se transformar em animagos, ou seja, possam se transformar em animais quando quiserem. - Ela observa que alguns alunos sorriem para ela e não conseguiu evitar de corresponde-los.  - E, a titulo de curiosidade, para os bruxos que desejam ser Auror transfiguração é uma matéria essencial. Sophie não ficou surpresa ao observar a troca de olhares de alguns alunos. Auror é uma carreira desejada por muitos, para uma criança de 11 anos isso tem ainda mais peso e encantamento.

- Agora eu quero vocês analisem o texto que colocarei no quadro, com base no expliquei aqui respondam as questões em forma de dissertação. - Ela volta a apontar para o quadro-negro, ele se apaga e palavras voltam a ganhar forma. - No final da aula eu quero o pergaminho em minha mesa, não aceito atrasos ou desleixo.

QUADRO-NEGRO:
1) O que é Transfiguração?
2) O que você acha sobre Transfiguração?

Faltando cinco minutos para o final da aula, Sophie pede para que seus alunos guardem o material e finaliza a aula. Observa satisfeita os alunos saírem em grupinhos da sala, alguns poucos se despedem timidamente e ela os olha com diversão. Depois que o ultimo se retirou ela se levanta, com um aceno de varinha apaga o quadro negro e sai da sala. Seus pensamentos já em sua próxima aula.

Creado por Frozen



OBS: Coloquei a habilidade de Animaga pois tem sentido ela sendo professora de transfiguração. O animal em questão tem haver com a trama dela. Se necessário faço a ficha e mando.
avatar
Corpo Docente
Sangue :
  • Puro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Sophie Devereuax - Professora de Transfiguração

Mensagem por Annabeth Morgenstern em Qui Jan 05, 2017 3:33 pm






ficha aprovada

Em relação a habilidade, peço que, por gentileza faça a ficha e a envie para o Narrador. Obrigada e seja bem-vinda (:


Now if you never shoot
you'll never know
avatar
Diretora de Hogwarts
Sangue :
  • Nascido-Trouxa

Idade :
34

Imagem :

Relacionamento :
Casada

Varinha :
Nogueira-Negra com núcleo de Língua de Farosutil

Data de nascimento :
14/11/1982

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum