[FP] - Gullveig Bernstein Wendlinger - Bruxos das Trevas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] - Gullveig Bernstein Wendlinger - Bruxos das Trevas

Mensagem por Gullveig B. Wendlinger em Ter Dez 06, 2016 11:32 pm


Gullveig Bernstein Wendlinger

33 anos



Russa



Haus Land e Sonserina



Jaimie Alexander
Dados do Personagem

Nome completo: Gullveig Bernstein Wendlinger
Apelido: Veig, Gull
Família: Wendlinger
Data de nascimento: 06/10/1983
Altura: 1,75 m
Olhos: Castanhos claros
Cabelos: Escuros
Características psicológicas

Qualidades: Caprichosa, determinada e rígida, Gullveig é uma mulher de uma palavra, uma chance e persiste naquilo que quer.
Defeitos: Odeia bagunça, mas é o que mais faz, não aceita seus próprios erros.
Medos: Ficar sem movimento em um momento importante. Não poder defender-se ou defender quem importa para ela.
Vê testrálios? Sim, a primeira vez que Gullveig viu testrálios foi após a morte da mãe.
Relato:
Após o enterro, Gullveig uma menina de sete anos branca como a neve e com os cabelos negros como a noite, andava pela floresta. Os parentes comentavam a trágica morte da jovem mulher que um dia foi Eva Gullveig, agora queimando em uma pequena barca no meio do lago que ficava em frente a grande mansão, onde casou-se e deu à luz a seus três filhos. Gullveig ouviu de longe o pequeno Ragnar chamar seu nome, ele estava assustado e agora não tinha mais porto seguro algum. O irmão mais velho sentava-se vanglorioso em uma das cadeiras dispostas em frente ao lago, a mãe estava morta agora só havia mais um grande degrau para ele alcançar a fortuna da família. Matar seu pai, mas Wolfgang não faria nada por enquanto. Gullveig caminhou e caminhou, o interior da floresta retorcia-se como se os ventos houvesse o moldado. As grandes raízes brotavam furiosas para fora de suas casas, a menina pulava cada uma delas com agilidade. Ouviu o alfa da alcateia de lobos, que vivia perto da casa, uivar. Ele chamava sua família, Gullveig tinha família? Não. Ela tinha pessoas com características sanguíneas parecidas com as suas, mais nada. O relinchar fez a menina virar-se sobre os calcanhares, os cabelos voando ao seu redor como serpentes alvoroçadas. Ela olhou nos olhos do animal, seco, ossos e pele negra eram as únicas coisas. Os orbes negros, pareciam esquadrinhas a alma da menina com nome de Deusa, ela arfou o animal notou o nariz em seus pés. Gullveig caiu, as lagrimas queimavam seu rosto deixando marcas avermelhadas por onde passavam. A criança abraçou o pescoço do animal, a cena de seu irmão matando sua mãe voltou a sua mente, ela sentiu os respingos de sangue em seu rosto mais uma vez, a parede fria do esconderijo no escritório do pai tocando-lhe as costas e o cheiro forte de ferro inundando suas narinas sensíveis. Com os olhos fechados, Gullveig havia voltado ao momento da morte de sua mãe. Era por isso que ela via os testrálios, ela havia presenciado a atrocidade e por um momento agradeceu por Eva estar queimando e afogando-se.
Cheiro na poção do amor: Café, tabaco e ervas
História
Gullveig Bernstein Wendlinger, nasceu em Bor uma pequena cidade da Russia. A menina foi criada em uma família bruxa de puro sangue, onde eram almejados o dinheiro, o sangue e o poder não pense que eles tinham em suas ambições o amor e a amizade. Assim, Gullveig cresceu com esses conceitos e os aperfeiçoou ao seu bel prazer. Gullveig, recebeu o seu nome em homenagem a Deusa Nórdica bruxa, a mais vaidosa entre todos os deuses, amava o ouro acima de tudo. A Deusa foi feita em pedaços por lanças e queimada, isto ocorreu por três vezes e em todas as vezes a Deusa voltou, com isto Hugo, pai de Gullveig, deu sua filha a Deusa, mas a menina nunca sentiu nenhuma ligação com a origem de seu nome. Sua família era o retrato do falso, para todos pareciam felizes e guardiões dos segredos uns dos outros, mas a verdade era que mal conheciam-se. Sua mãe, uma bruxa de família germânica casou-se por obrigação e não por amor, teve seus dois primeiros filhos com puro ódio desejando que morressem e nunca dessem seu primeiro suspiro, o favorito de Eva era Ragnar, um pequeno menino loiro de olhos azuis um oposto de seus filhos mais velhos. Seu pai, Hugo, era herdeiro de um dos maiores impérios russos criado entre mestres da magia, magos poderosos e lindas bruxas francesas sempre foi um homem de prazeres. Nunca demonstrou afeto por seus filhos, mas sempre lhes cobrou tudo que pode. Sobre seus irmãos tem pouco a contar, Wolfgang, o mais velho, sempre foi um menino cruel e ambicioso, mas algumas vezes fracos já Ragnar morreu antes que Gullveig conseguisse estipular o que ele era.
A menina teve uma vida afortunada, com elfos sempre ao seu dispor, inúmeros brinquedos e professores de magia muito bem dotados de inteligência invejável. Uma menina esperta e astuciosa, sempre esteve um passo à frente de todos o que a tornou uma criança chata e importuna. Quando tinha um ano e meio demonstrou magia, mais cedo que qualquer um de seus irmãos, Gullveig lançou Wolfgang na grande lareira da sala de jogos quando o garoto quebrou uma de suas bonecas, infelizmente sua mãe conseguiu restauras as partes queimadas de Wolfgang e se possível as pequenas cicatrizes o deixaram mais bonito ainda.
A maldade em Wolfgang e Gullveig era transparente, mas todos os tratavam como anjos. Quando Gullveig tinha sete anos sua mãe morreu, Wolfgang dez anos mais velho que a menina era o principal suspeito da morte da mulher, mas nada nunca foi confirmado. Somente Gullveig sabia quem era o assassino de sua mãe, ela estava lá, ela havia levado sua mãe até o escritório, com a desculpa que havia perdido um de seus pufosos e como seu pai os odiava era melhor acha-lo antes de Hugo. A menina escondeu-se em um pequeno armário secreto na parede do escritório, Wolfgang entrou silencioso na sala e cortou a garganta de Eva, o sangue respingou na menina e a única coisa que o irmão mais velho fez, foi puxa-la violentamente pelo braço, para fora do escritório.
Após a morte de Eva as coisas não mudaram, o luto falso só piorou tudo. Aos onze anos Gullveig entrou no Instituo Durmstrang, foi selecionada para a Haus Land, casa onde a maior parte de sua família ingressou. Quando Gullveig tinha treze anos, Ragnar, o filho bastardo, tornava-se cada vez mais um grande incomodo. Então Gullveig, tomou conta do incomodo. Ragnar gostava de patinar do gelo, em um dos mais rigorosos invernos russos a menina o atraiu para o lago e deixou o irmão mais novo, liberto de sua gaiola, patinar graciosamente pelo gelo. Ragnar gargalhou alegremente, Gullveig sorriu sombriamente a varinha apontada os pés do menino e o feitiço conjurado, o gelo derreteu. Ragnar afundou, gritou e afogou-se. O corpo inerte batia contra a camada de gelo, Gullveig voltou para a mansão como se nada houvesse acontecido. Ragnar foi encontrado na manhã seguinte, quando deveria embarcar para seu primeiro ano na escola.
Depois de mais um trágico acidente na família, Hugo levou seus legítimos herdeiros para a Inglaterra. Um lugar diferente, uma vida igual. Gullveig entrou em Hogwarts e foi selecionada para a Sonserina, aluna exemplar em feitiços e poções foi monitora e capitã do time de quadribol de sua casa. Um exemplo de menina. Com seus dezesseis anos, Gullveig nunca havia se envolvido com algum menino e não desejava nada disso, mas mantinha um amor escondido por um de seus colegas de casa. Nunca esse amor desabrochou. Com esta idade a menina já demonstrava aptidão para a magia negra, seu irmão mais velho já era um associado da irmandade e ascendia em seu cargo cada vez mais, enquanto mantinha uma boa imagem no Ministério da Magia.
Com dezoito anos e já formada, Gullveig e seu irmão viram-se sem alguém que lhe sustentasse, já que Hugo havia se apaixonado e se tornado um homem bom. Com a loucura do pai, os irmãos decidiram que era hora do velho morrer, o plano original era que Wolfgang matasse o progenitor, mas ele falhou miseravelmente no momento certo e ajoelhado a frente do homem que lhe ensinou tudo, chorando como uma criança foi a vez do irmão mais velho sentir o sangue no rosto e ser puxado a força para fora do escritório.
Depois da morte do pai os irmãos colocaram mais uma vez suas máscaras de inocentes, Gullveig viajou o mundo em procura de novas experiências e aprendeu muito sobre herbologia, trato de criaturas, magia médica e arte das trevas. Após quase vinte anos fora da Inglaterra, Gullveig voltou para o lado de seu irmão. Wolfgang com uma família tão falsa como a que foi criado, administrando o império da família durante o dia e brincando de assassino durante a noite é um dos principais financiadores dos bruxos das trevas, já Gullveig segue sua fantasia de boa moça na guarda do irmão esperando um bom homem para casar, enquanto atura pessoas falsas esperando o momento que poderá admitir que é uma comensal.


Aula

....

copyright 2013 - All Rights Reserved for [url=cupcakegraphics.forumeiros.com]Larissa [/url]
avatar
Bruxo das Trevas
Sangue :
  • Puro

Idade :
33

Imagem :

Varinha :
Espinheiro-Branco com núcleo de Pêlo de Unicórnio

Data de nascimento :
06/10/1983

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] - Gullveig Bernstein Wendlinger - Bruxos das Trevas

Mensagem por Annabeth Morgenstern em Qua Dez 07, 2016 10:46 am





ficha aprovada
avatar
Diretora de Hogwarts
Sangue :
  • Nascido-Trouxa

Idade :
34

Imagem :

Relacionamento :
Casada

Varinha :
Nogueira-Negra com núcleo de Língua de Farosutil

Data de nascimento :
14/11/1982

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum